6 coisas que você precisa saber sobre o Burburinho

04.11.2018

 

A próxima edição do Burburinho Festival de Artes está chegando e será realizada nos dias 22, 23 e 24 de fevereiro de 2019 no Bosque das Mangueiras, um parque municipal localizado na Av. Nascimento de Castro (em frente a UNP), onde já realizamos nossas duas primeiras edições. A programação é inteiramente gratuita e acontece todos os dias das 14h às 22h. Essas são informações básicas e muitos de vocês, antenadíssimos do jeito que são, já devem ter conhecimento, porém queremos aqui compartilhar algumas curiosidades sobre o projeto. Confere!

 

1. O Burburinho é um projeto idealizado e dirigido pela produtora cultural Nathalia Santana, que já vem trabalhando nessa ideia há um bom tempo. Ela se inspira em outros festivais de artes que acontecem pelo Brasil e pelo mundo, tais como: Arte Vertentes (Tiradentes - MG), Actual (Logroño - Espanha),  Confluências (Goiânia - GO), Mimo (Recife, Olinda), Festival das Artes (Lisboa - Portugal), Vento Festival (Litoral Norte - SP), Psicodália (Santa Catarina), Arte Serrinha (Bragança Paulista), Santiago a Mil (Chile), Palo Alto Fest, Nomad Festival e Brunch BCN, ambos em Barcelona, entre tantos outros. De cada exemplo citado uma referência é captada, adaptada, reformulada para a realidade do Burburinho dentro de seu contexto. 

 

2. Antes do Burburinho a produtora realizou um projeto intitulado Poéticas Ensolaradas, que tinha, numa versão mais pocket, a mesma ideia das artes integradas. O evento aconteceu por três edições no Solar Bela Vista entre os anos de 2012 e 2013. Muito do que hoje é o Burburinho vem do arrojo do Poéticas Ensolaradas, que foi um projeto piloto muito importante para o desenvolvimento de uma ação mais bem elaborada e com maior impacto na cidade como é o Burburinho. 

 

3. O projeto inicial do Burburinho foi elaborado para ser itinerante, focando na realização em cinco pontos da cidade. Porém, com a dificuldade na captação de recursos (algo bem comum no dia-dia da produção cultural no estado do RN, como bem sabemos), teve que se adaptar para sair do papel em 2017. O projeto itinerante tem um custo muito mais elevado e infelizmente ainda não será dessa vez sua realização de tal maneira, mas ainda é um desejo conseguir levar o Burburinho para pelo menos mais uma zona da cidade. De preferência uma edição também na Zona Norte. 

 

4. Para que o festival aconteça como o planejado, a equipe trabalha com no mínimo cinco meses de antecedência em sua pré-produção. Já o trabalho de concepção, elaboração do projeto e captação começa um dia após o termino da edição atual. É um ano inteiro de trabalho duro, porém estimulante e que nos enche de orgulho e amor.

 

5. A cada edição o projeto busca se reinventar trazendo novidades. Acreditamos que uma boa experiência cultural vai além do que é oferecido em relação as atrações artísticas. O Burburinho se configura enquanto uma plataforma de difusão de práticas e ideias, de valorização da arte enquanto elemento de transformação das pessoas e dos espaços. Somos um evento sim, de entretenimento sim, mas não desejamos nos limitar a isto, queremos mais, queremos contribuir com pautas necessárias para uma sociedade mais justa, mais sustentável, mais amável, mais feliz, mais respeitosa, mais humana.

 

6. A cada ano mudamos o profissional que cuida da nossa programação visual, pois queremos sempre um olhar diferente, uma assinatura artística que garanta o teor conceitual do trabalho. Para nós, o trabalho do designer é entendido também como uma ação artística dentro do nosso festival de artes integradas. Nos relacionamos com esta questão como algo que vai além da construção de uma narrativa visual com foco meramente na divulgação. No Burburinho o trabalho do designer é arte. Em nossa 3ª edição temos a honra de contar com a sensibilidade, técnica e assinatura de dois maravilhosos: Vanessa Dantas e Pablo Figueiredo, da Casulo.co, que arrasaram muito na criação. O que acharam?

 

É isso! Tem algo que vocês gostariam de saber que não consta nesta listinha acima? Deixa aqui nos comentários que responderemos. ;)

 

Para acompanhar tudo de perto fiquem ligados em nossos canais nas mídias sociais, curtam, sigam, compartilhem, cheguem junto. Precisamos de vocês para fazer o burburinho ecoar cada vez mais longe e construir um projeto cada vez melhor.

 

 

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Fique por dentro
Please reload

© 2019 por Pinote Mídia & Produção Cultural

  • Facebook - círculo cinza
  • Instagram - Cinza Círculo
  • Twitter - círculo cinza
  • YouTube - círculo cinza